Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Páginas Tantas

Por aqui vendem-se livros para para pagar as propinas do Mestrado de Educação de Adultos e Desenvolvimento Local Alguns têm a minha opinião, a marca que me deixaram....Adoptem-nos com amor

Páginas Tantas

Por aqui vendem-se livros para para pagar as propinas do Mestrado de Educação de Adultos e Desenvolvimento Local Alguns têm a minha opinião, a marca que me deixaram....Adoptem-nos com amor

A criança roubada

Um livro demasiado intrigante...Quem sou eu? Qual a minha verdadeira identidade? Identifica-mo-nos pelo nome que nos atribuíram, pela família e cultura que dizem ser a nossa... mas e se isso não for verdade?
Quem seria eu se tivesse sido educado por outras pessoas?
Este livro aparentemente confuso coloca-nos 2 questões importantes inerentes aos 2 protagonista: o trasgo que tem medo de ser descoberto e procura a sua verdadeira identidade e o verdadeiro Henry que não quer esquecer as suas raízes.
Será a nossa bagagem familiar assim tão importante para a nossa construção individual?
Eu sentir-me ia perdida, confusa.. mesmo sabendo o que sei da minha família estou sempre `procura de mais e mais informações: bisavó, tetravó, onde, porque....para mim é um peça muito importante para a minha construção pessoal, o legado familiar.
Mas e se eu vivesse isolada, praticamente sozinha, teria esta mesma necessidade?? Aparentemente as fadas não... mas eu acho que continuaria a ter, caso contrário seria um corpo oco e vazio... o silêncio faria eco demais de certeza....
Ler este livro é um acto de consciencialização do eu, da identidade... não de deixem enganar pelo titulo e muito menos pelo facto de ter fadas e trasgos.

acriançaroubada.JPGAutor: Keith Donohue

Edição: 1ª edição Maio de 2008 - Saída de Emergência

303 Páginas

ISBN:978-989-637-049-7

Valor: 7€

 

Follow on Bloglovin