Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Páginas Tantas

Por aqui vendem-se livros para para pagar as propinas do Mestrado de Educação de Adultos e Desenvolvimento Local Alguns têm a minha opinião, a marca que me deixaram....Adoptem-nos com amor

Páginas Tantas

Por aqui vendem-se livros para para pagar as propinas do Mestrado de Educação de Adultos e Desenvolvimento Local Alguns têm a minha opinião, a marca que me deixaram....Adoptem-nos com amor

A verdade que há em si

Descobri o que gosto de fazer, a minha missão, a qualidade que me identifica é difícil. Tenho tendência para me enrolar em ladainhas e não saber para que tenho jeito - sim, porque eu acho que todos temos um "jeito", uma característica predominante.

Já quis ser astronauta, missionária, veterinária, bibliotecária, professora de história e gerontóloga. Mas ao certo sei que gosto de trabalhar com idosos e gosto de ler (mas ninguém me vai pagar para ler livros).

Este livro ajuda a definir os nossos pontos fortes e a deixar de arremessar as culpas das nossas frustrações para cima dos outros - afinal nós que fazemos determinadas escolhas que nos vão condicionar ou não. Agir de acordo com o que esperam de nós muitas vezes acaba por não ser a nossa verdade, mas acabamos por nos submeter a isso porque é mais fácil, mais estável, dá dinheiro ou simplesmente esperam isso de nós.

Três verdades a reter:

1 - o que somos em pequenos seremos em adultos, á medida que crescemos os nossos pontos fortes ou fraquezas acompanhar-nos-ão e crescerão conjuntamente connosco (posso mudar valores, crenças, competências, mas serei sempre a mesma)

2 - devemos crescer a fortalecer os pontos fortes e a contornar os pontos fracos, afinal se fizer o que gosto estudarei mais, serei mais criativa e evoluirei muito mais

"Para ter sucesso tem intencionalmente de levar as coisas para onde tenha uma vantagem evidente sobre os outros"

3 - numa equipa devemos juntar mo nos a quem tem pontos fortes diferentes, assim minimizamos os pontos fracos

 

os pontos fortes são os que fazemos com prazer, temos sucesso na sua realização, o nosso cérebro expande ao realizar e no final temos a sensação de realização. Ao pensar nisso simplesmente sorrimos. É o que fazemos com amor e nos transmite paz.

 

Para melhorar e evoluir devemos fazer declarações de força e declarações de fraqueza para podermos identificar a nossa força e fraqueza e depois ir semanalmente trabalhando os pontos fortes ( colocar em prática, desenvolver actividades que nos permitam utiliza-los, estudar sobre os mesmos, fazer formações. Apostar diariamente no nosso melhor. 

As fraquezas podem ser descobertas através dos pontes fortes e devemos tentar alterara forma como as vê mos "Alterar a maneira de ver o mundo alterará o mundo!" assim devemos bloquear as fraquezas: tentar deixar de fazer essas coisas, na medida do possível, e  trabalhar os pontos fortes.

Esta semana tentarei colocar isto em prática, começando por escrever o que gosto de fazer, depois para a semana o que não gosto de fazer. Seguidamente farei as minhas declarações. 

Será que é desta que descubro a minha missão? A minha "arte"?

Autor: Marcus Buckingham

Editora: Editorial Presença

Edição: 1ª edição Junho de 2010

Classificação: Auto Ajuda

ISBN: 978-972-23-4375-6

Valor: 4€ já com portes

Follow on Bloglovin